Administração e Ciências Contábeis da Facimed realizam o 1º EnAdCont

Durante o 1º EnAdCont os acadêmicos também escolheram os mascotes dos cursos

O 1º Encontro de Administração e Ciências Contábeis da Facimed foi marcado pelo entusiasmo de acadêmicos e professores. Nos dois dias do encontro os acadêmicos da Facimed tiveram a oportunidade de trocar experiências com renomados profissionais da Contabilidade e Administração da região, como o Auditor Fiscal de Tributos Estaduais de Rondônia Emerson Boritza. O Contador ministrou a palestra trazendo exemplos e discussões sobre as decisões estratégicas empresariais com fundamento nas informações da contabilidade. Boritza ressaltou a importância das duas profissões estarem sempre associada uma a outra. “Os grandes administradores tomam decisões com base em informações e essas informações partem dos relatórios contábeis, então, trabalhar esses dois assuntos tanto tomada de decisão quanto ferramenta contábil acredito que seja o estágio inicial para formar bons profissionais, tanto de contabilidade que passa a entender a necessidade do administrador quanto o administrador a entender a forma com que essas informações são geradas, porque se ele não entender ele não vai conseguir fazer a leitura ideal para a tomada de decisão”. Explicou Boritza.

O encontro trouxe palestras com temas atuais. Em ano de eleição Rogério Antonio Carmelossi abordou sobre a transparência na Contabilidade pública e Controle Social. Em tempos de crise, Balduino Nóbrega ministrou a palestra sobre a arte da liderança. E para fechar o encontro os acadêmicos tiveram uma aula de ética profissional com o psicólogo Dr. Cleber Lizardo de Assis. “Nossos acadêmicos tem esse diferencial, essa oportunidade de integração com os profissionais que já estão atuando no mercado de trabalho, isso agrega novos conhecimentos fora da sala de aula” destacou a coordenadora dos cursos Lúcia Setsuko Ohara Yamada.

 

Houve ainda durante o encontro o momento de escolha dos mascotes que irão representar os cursos. O projeto é inédito no Estado. Numa atividade interdisciplinar elaborada e conduzida pelas professoras Andressa Masiero e Luzia Lima Ribeiro, os acadêmicos das turmas do 3º e 4º período de Administração, Ciências Contábeis  e também tecnólogos em recursos humanos e Processos, selecionaram os mascotes até chegarem a votação geral Os acadêmicos do curso de Administração escolheram o castor Tino para representar o curso, pois o animal é admirado pela capacidade de construção e inovação, motivador, age com estratégia em sua vida e é persistente, características primordiais para um administrador de excelência.

Os acadêmicos de Ciências Contábeis escolheram o Grifoceu para ser o mascote do curso, o bicho é uma mistura de leão com águia. O nomeGrifoceu  é a junção do animal mitológico Grifo com Caduceu (nome dado ao símbolo da contabilidade), Animal mitológico que tinha por objetivo proteger tesouros sendo ligada ao primeiro princípio da contabilidade que é proteger o patrimônio da contabilidade. O Animal é oriundo da junção do Leão e águia, cabeça e patas dianteiras são de uma Águia e o resto do corpo de um leão.