Calouros de Medicina da Facimed visitam rede de atenção à saúde de Cacoal

Os acadêmicos puderam conhecer os serviços ofertados em cada uma das unidades

As primeiras atividades dos calouros do curso de Medicina da Faculdade de Ciências Biomédicas de Cacoal (Facimed) que ingressaram no segundo semestre de 2018, já foram determinantes para a jornada de 6 anos que terão pela frente, eles visitaram as Unidades Básicas de Saúde do município, complexo hospitalar, Hospital Regional de Cacoal e HEURO e ainda as Unidades Especializadas de Saúde.

Segundo a professora e Enfermeira Mariana Kely Diniz Gomes de Lima, a proposta das visitas é mostrar para os acadêmicos como funcionam as políticas de saúde e reconhecer as ações desenvolvidas na atenção primária, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), além de proporcionar ao estudante a familiarização com o ambiente onde irão realizar as práticas nos próximos anos. “Eles conheceram o dia a dia das equipes do Programa Saúde da Família (PSF) e o funcionamento da Rede de Urgência e Emergência.  Percorrendo as ruas de diversos bairros, os acadêmicos puderam conhecer os serviços ofertados em cada uma das unidades”, explica a docente da disciplina de Interação Comunitária I.

De acordo com a gerente da UBS Nova Esperança, a iniciativa de levar os calouros para conhecer os locais de atendimento é importante também para a unidade. “É um intercâmbio com a formação, com a faculdade. Trata-se também de uma oportunidade para que possamos divulgar o nosso SUS-local, oportunidade para ampliarmos o olhar dos estudantes de outros estados para o nosso sistema de saúde”, destaca Maria Aparecida.

Assim como os demais acadêmicos, Larissa Karen Silva Moraes, estudante do 1º período de Medicina está ansiosa para começar as aulas práticas. “É muito importante entendermos melhor como estão organizados as salas de atendimento, salas de triagem, locais onde são descartados os materiais usados, conhecemos também as pessoas que estarão conosco para nos auxiliar ao longo desses anos. Os acadêmicos de fora do estado também puderam conhecer um pouco da estrutura de saúde da cidade”, conclui a estudante.